Agora que você já sabe os motivos...
...o que acha de tomar uma atitude pelos animais?
Quero me tornar vegan!
Ainda quero me informar mais!
Realização:
Apoiadores:
Dicas de como praticar o Veganismo:

Informação em primeiro lugar, principalmente, no que diz respeito à alimentação: por que ela é complicada, difícil e insuficiente em nutrientes?

Não, mas porque muitos MITOS a cercam, devido ao grande lobby das indústrias de exploração animal e a cultura especista pecuarista que se formou no Brasil.

Basicamente, uma boa variação de cores no prato consiste, por si só, em um prato vegetariano saudável com a presença de alimentos (vegetais) que contenham proteínas, sais minerais, carboidratos, lipídeos e vitaminas para “dar e vender”.

A questão das proteínas em nossa sociedade é um grande problema por ser consumida em demasia, acarretando diversos problemas de saúde. Com uma alimentação sem produtos de origem animal atingem-se os níveis necessários de proteína tranquilamente; o famoso prato de arroz e feijão brasileiro combinado com grãos (soja, lentilha, grão de bico, feijões, etc) é um exemplo simples de um prato onde há níveis suficientes de boas proteínas. Caso seja usado o feijão preto ou um arroz integral, o nível de proteínas, ferro e outros nutrientes será superior.

Um simples suco de laranja (ou outra fruta que contenha vitamina C) combinado a uma refeição com alimentos vegetais verde-escuros (brócolis, couve, agrião, couve-flor, rúcula, entre outros) é um excelente exemplo de combinação de nutrientes (vitamina C e Ferro, etc) para garantir um bom nível de absorção de ferro, cálcio e outros nutrientes.

A alimentação sem produtos de origem animal (vegetariana) é ampla, nutritiva para todo ser humano em qualquer fase da vida, muito colorida, acessível (principalmente em um país tropical como o nosso) e ainda é extremamente saborosa. Duvida? Desafie-se. Experimente!

No que tange aos cosméticos testados em animais é só buscar adquirir produtos de empresas veganas ou de empresas não-veganas que não realizam testes em animais. Há listas disponíveis na internet e grupos em redes sociais que ajudam no tema.

Quanto a entretenimento, você pode muito bem viver sem frequentar rodeios, circos, aquários e zoológicos, não é mesmo? Tem dúvidas sobre como e quanto tempo deve levar na transição para o Veganismo? Envie uma mensagem, vamos te ajudar a fazer uma transição ética com a urgência que os animais precisam e com a confiança, segurança e responsabilidade que você deseja.

O que é o Veganismo?

Na prática, a atitude que mais se aproxima do respeito aos Direitos Animais é o Veganismo.

O Veganismo é o primeiro passo ético para promover o respeito pelos outros animais (individuos). Veganas e veganos evitam ao máximo produtos testados em animais e não consomem produtos de origem animal, como por exemplo, em seus vestuários, cosméticos, limpeza e alimentação.

Um Vegan (pronuncia-se “vígan”) possui uma alimentação vegetariana (100% baseada em vegetais), sem a utilização de carne, frango, peixe, insetos, ovos, mel, leite e derivados - independente do tratamento que foi dado ao animal (com muita ou pouca exploração).

Pessoas veganas também não frequentam “entretenimento” que explorem animais como: touradas, circos, rodeios, vaquejadas, zoológicos, aquários, entre outros.

O que são Direitos Animais?

A noção dos Direitos Animais vem do fato de que os animais são seres sencientes (sensíveis e conscientes).

Os animais possuem seus próprios interesses, que devem ser respeitados e levados em consideração, assim como levamos em consideração os interesses humanos, sendo assim, os animais devem ser respeitados como indivíduos, como pessoas, como Alguém e não como “algo” ou objeto.

Através da Senciência, os animais possuem a experiência de sentir conscientemente a vida e, portanto, buscam emoções boas e evitam situações ruins. No entanto, alguns seres humanos ignoram esses fatores quando usam e exploram animais ou quando pagam para que outra pessoa ou empresa faça isso.

Direitos Animais resumem-se no direito de não considerar animal como propriedade, no direito à vida, liberdade e respeito à integridade física e psicológica.

O movimento de Direitos Animais busca que todos animais sejam incluídos na comunidade moral, ou seja, que todos seres sencientes tenham seus direitos fundamentais respeitados.

Após assistir, role para cima!

Uma Vida
Interligada
(A Life Connected)
Apresenta importantes informações sobre questões éticas, sociais, ambientais, e animalistas; questões urgentes para o nosso desenvolvimento e sobrevivência quanto terráqueos (habitantes do planeta Terra)!